Notícias

Prêmio Master Imobiliário 2017

Inscrições para o Prêmio Master Imobiliário 2017 estão abertas e podem ser feitas até 24/3

@FIABC-BRASIL - 08/02/2017


Estão abertas até o próximo dia 24 de março as inscrições para o Prêmio Master Imobiliário 2017, uma iniciativa da FIABCI-BRASIL e do Secovi-SP. Conhecido como "Oscar" do setor, a premiação é uma das melhores formas de mostrar à sociedade a importância do segmento, pois ele destaca e premia os profissionais e os cases de sucesso, distinguindo aqueles que estão sempre entre os mais criativos, de maior alcance social e que mais engrandecem a indústria imobiliária e o País.

Trabalhos de potencial e de excelência de empresas de todas as regiões do Brasil podem ser inscritos nas duas categorias da premiação:

Empreendimento – destinada aos trabalhos dos segmentos residenciais, comerciais, industriais, de lazer e outros, totalmente concluídos e entregues por empresas brasileiras no Brasil ou no exterior;

Profissional – para os trabalhos ou projetos vinculados com a indústria imobiliária nas áreas de marketing, administração, comercialização, inovações tecnológicas, urbanismo, soluções arquitetônicas, de meio ambiente, entre outras iniciativas de qualquer natureza ligadas à área imobiliária.

Mais! Os ganhadores na categoria "Empreendimento" podem depois concorrer ao "Prix d’Excellence", uma das maiores premiações internacionais do setor, entregue anualmente sempre em cerimônia realizada durante o Congresso Mundial da FIABCI.

Regulamento e Inscrições - No site oficial do Prêmio (www.premiomasterimobiliario.com.br) estão disponíveis o regulamento e o formulário de inscrição, que deve ser preenchido e encaminhado conforme as orientações. Se preferir, o interessado pode entrar em contato com os organizadores pelo telefone (11) 5078-7778 ou telefax (11) 5078-6748.

Novidades Digitais - Este ano, o Master Imobiliário tem duas novidades que agilizam o processo de inscrição e de entrega dos cases. As inscrições também podem ser feitas on-line, pelo site do Prêmio, até 24/3. E a entrega dos trabalhos, da mesma forma, pode ser feita on-line até 20/4.

A cerimônia de entrega do Prêmio Master Imobiliário 2017 será realizada no Clube Atlético Monte Líbano, em São Paulo, na noite de 30 de agosto. Esta 23ª edição do Master Imobiliário tem patrocínio de Atlas Schindler, Bradesco, Comgás, Estadão, Gerdau e Grupo Bandeirantes.

Fonte: http://www.premiomasterimobiliario.com.br/site/

Conselho suspende as parcelas de financiamento

Medida foi aprovada por 120 dias e vale para famílias com renda mensal de até R$ 4 mil e para algumas modalidades de financiamento com recursos do FGTS

@Fonte: Diário de Pernambuco - Economia - 09/09/2020


O Conselho Curador do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) aprovou ontem a suspensão, por 120 dias, de parcelas de financiamento habitacional para a população de baixa renda por causa da pandemia da Covid-19. É esperado que, com isso, o fundo deixe de arrecadar R$ 3 bilhões no período, contado a partir das parcelas que vencem em setembro. No entanto, o governo diz que não haverá prejuízo ao FGTS, pois o valor será pago posteriormente e com correção monetária.

A suspensão temporária vale para famílias com renda mensal de até R$ 4 mil (faixas 1,5 e 2 de contratos habitacional) e para algumas modalidades de financiamento com recursos do fundo, como a carta de crédito individual –financiamento feito diretamente com a pessoa física e destinado à construção, reforma ou melhoria na moradia própria (residencial).

Também será aplicada à carta de crédito associativo, linha de crédito para financiamento de empreendimentos habitacionais com recursos do FGTS e formalizada com uma empresa do ramo de construção civil, geralmente cooperativas, associações, sindicatos, etc.

Outra linha é a de Apoio à Produção, voltada para construtoras de todos os portes. Neste caso, os recursos do financiamento feito para as pessoas físicas são liberados diretamente à construtora, conforme cronograma de execução da obra.

A pausa nas cobranças, porém, não inclui, por exemplo, o programa Pró-Moradia, que atende famílias em situação de risco social, mas é assinado com estados e municípios.

No caso da parcela mais vulnerável atendida pelo Minha Casa Minha Vida, a Câmara chegou a aprovar um projeto que suspende, por seis meses, o pagamento das prestações do faixa 1 em decorrência da crise sanitária gerada pelo novo coronavírus. Mas isso ainda não foi aprovado no Senado.

Durante a reunião virtual do Conselho do FGTS, também foi aprovada uma mudança nas regras do fundo para reduzir os juros cobrados em financiamento habitacional do novo programa lançado pelo governo: Casa Verde e Amarela. A proposta do Ministério do Desenvolvimento Regional é substituir o Minha Casa Minha Vida, mas o projeto ainda depende do aval final do Congresso. O Conselho reduziu de 0,25 ponto percentual a até 0,5 ponto percentual os juros famílias com renda bruta de até R$ 2,6 mil por mês no Norte e no Nordeste. Para as demais regiões, o corte é mais limitado: 0,5 ponto percentual para renda de até R$ 2 mil.