Notícias

Edital

Contribuição Sindical

@Secovi-PE - 29/01/2019


O Sindicato das Empresas de Compra e Venda, Locação e Administração de Imóveis e dos Edifícios em Condomínios Residenciais e Comerciais do Estado de Pernambuco - SECOVI –PE, sediado na Rua Ernesto de Paula Santos,960 lj, 03 Boa Viagem , inscrito no CNPJ sob o nº 24.566.663/0001-36, devidamente registrado no Ministério do Trabalho e Emprego, Código Sindical nº 000.002.000.89616-7 com base territorial no estado de Pernambuco, com exceção da cidade do Cabo de Santo Agostinho, por seu representante legal, com fundamento nos artigos 8º e 149º da Constituição Federal; artigo 217, inciso I da Lei 5.172/1966 – Código Tributário Nacional; e, em atendimento ao disposto nos artigos 580, 587 e 605 do Decreto Lei nº 5.452/1943 – Consolidação das Leis do Trabalho, NOTIFICA em pública forma os representantes legais dos condomínios residenciais, comerciais e mistos , dos flats e shopping centers, das empresas de compra, venda, locação e administração de imóveis próprios ou de terceiros e de condomínios, das incorporadoras de imóveis e das loteadoras, na sua base de representação sindical, que a partir das alterações introduzidas pela Lei nº 13.467/2017 o pagamento da Contribuição Sindical passou a ser facultativo; entretanto, permanece sendo a principal fonte de custeio para o exercício das prerrogativas da entidade sindical – representação e defesa dos interesses coletivos da categoria. A opção do representado deverá ser exercida, através do pagamento da Guia de Recolhimento da Contribuição Sindical Urbana – GRCSU até o dia 20 de fevereiro de 2019. Recolhimentos após a esta data seguem o disposto no art. 600 da CLT. As pessoas jurídicas representadas pelo sindicato deverão calcular sua contribuição de acordo com a tabela abaixo. Os condomínios Edilícios, segmento sem personalidade jurídica e sem capital social, também representados pelo Sindicato, recolherão a contribuição mínima da Tabela, correspondente a R$ 234,15. Recife, 29 de janeiro de 2019. Márcio Luís de Oliveira Gomes e Silva – Presidente.
TABELA PARA CÁLCULO DA CONTRIBUIÇÃO SINDICAL
VIGENTE A PARTIR DE 01 DE JANEIRO DE 2018
LINHA CLASSE DE CAPITAL SOCIAL (em R$) ALÍQUOTA % PARCELA A ADICIONAR (R$)
01 de 0,01 a 29.268,75 Contr. Mínima 234,15
02 de 29.268,76 a 58.537,50 0,8% -
03 de 58.537,51 a 585.375,00 0,20% 351,22
04 de 585.375,01 a 58.537.500,00 0,10% 936,60
05 de 58.537.500,01 a 312.200.000,00 0,02% 47.766,60
06 de 312.200.000,01 em diante Contr. Máxima 110.206,60

Incêndio atinge prédio no bairro da Boa Vista

@Fonte: Pernambuco.Com - Local - 07/05/2019


O primeiro andar de um prédio desocupado localizado na Rua Sete de Setembro com a Rua da Imperatriz, no Bairro Boa Vista, no Centro do Recife, sofreu um incêndio na madrugada desta terça-feira (7). O predio é composto de térreo e mais três pavimentos, mas as chamas se concentraram na metade do primeiro andar. Ainda não se sabe as causas do incêndio, mas a Defesa Civil realizou uma vistoria no imóvel e verificou a existência de diversos materiais inflamáveis no espaço.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e enviou seis viaturas, sendo uma auto bomba tanque, um auto tanque, um auto resgate, um auto comando de operações. Uma equipe da Defesa Civil foi acionada para realizar uma vistoria na estrutura e fazer a varredura e rescaldo. Neste momento, a área está isolada. A Celpe desligou a energia da região.

O prédio apresenta rachaduras na lateral, o que levou os bombeiros a orientarem a população a se afastar do imóvel. "Com o trabalho dos Bombeiros, o incêndio ficou concentrado no primeiro andar enão se expandiu para outros pavimentos ou imóveis vizinhos. No local há muita carga de incêndio, muito papel, sofá, documentos. A tragédia poderia ter sido bem maior", afirmou o coronel Cássio Cinomar, secretário-executivo de Defesa Civil do Recife.

De acordo com ele, a estrutura do prédio está sendo avaliada. "A equipe avaliou que as rachaduras seriam por aquecimento. A parte estrutural nos dá condições de fazer o trabalho de rescaldo. A equipe de engenharia autorizou a entrada dos Bombeiros. Depois disso, vamos avaliar melhor, para fornecer um relatório das condições reais do prédio", detalhou o coronel. Cerca de 10 lojas compõem o piso térreo do imóvel. A Defesa Civil aguarda os proprietários, bem como o dono do prédio, para obter mais informações e fazer outras análises da estrutura.

Por enquanto,não há previsão para a energia voltar nas duas ruas do entorno do incêndio. O comércio também não tem previsão de abrir. Os funcionários estão em frente às lojas aguardando a liberação da rua, que permanece interditada.